terça-feira, 11 de outubro de 2016

PACTO DO "NÃO MATAR" SELADO ENTRE FACÇÕES CRIMINOSAS NA CAPITAL CONTINUA FAZENDO ÍNDICES DE ASSASSINATOS CAÍREM

O pacto  de “não matar”  selado entre as facções criminosas que dominam a Capital cearense continua a produzir uma queda no número de assassinatos em Fortaleza. Conforme dados divulgados, ontem, pela própria Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), entre os meses de janeiro e setembro  deste ano houve uma redução de 39,8 por cento dos crimes de morte em comparação a igual período de 2015.

Neste ano, nos nove primeiros meses, 746 pessoas foram assassinadas na Capital, conforme dados da SSPDS, contra 1.239 no ano passado, em igual período. Somente em setembro último, 57 pessoas foram assassinadas em Fortaleza, contra 134 em setembro de 2015; uma queda da ordem de 57,5 por cento.

O pacto pela paz entre as facções tem gerado uma calmaria aparente até mesmo naqueles bairros que até então eram considerados como os mais violentos da cidade, entre eles, o Pirambu, Barra do Ceará, Jangurussu e o Grande Bom Jardim.

Aumentou

Porém, enquanto o pacto dos criminosos ligados ao PCC e ao Comando vermelho ainda vigora na Capital – embora já tenham sido registrados crimes em alguns bairros, que quebraram o acordo – na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), os assassinatos apresentam um aumento da ordem de 5,1 por cento. Entre janeiro e setembro, nada menos que 594 pessoas foram assassinadas, enquanto no ano passado o número ficou em 565.

Sertão

Já no Interior Sul, região composta por 61 Municípios, houve um aumento de 4,4, por cento  nos casos de homicídios, conforme os dados divulgados ontem pela SSPDS. De janeiro a setembro do ano passado, 665 assassinatos foram registrados. Neste ano, 694.

Já o Interior Norte, composto por 108 Municípios teve uma queda de 3,8 por cento, passando de 496 casos em 2015, para 477 neste ano.

Ceará News

Nenhum comentário: