segunda-feira, 10 de outubro de 2016

NEGLIGÊNCIA EM RESGATE DE PRESOS DA DELEGACIA GERAL SOB INVESTIGAÇÃO

Inquérito será instaurado pela Polícia Civil para investigar o resgate de sete presos da Delegacia Geral, no Centro. O prédio onde funciona o comando da corporação no Estado foi atacado por quatro pessoas na tarde de ontem, logo após o almoço dos detentos. Para o delegado-geral no Ceará, Andrade Júnior, houve negligência de quem permitiu a entrada dos criminosos.

A ação aconteceu por volta das 13 horas. Segundo Andrade Júnior, uma mulher chegou à portaria carregando sacola com alimentos. Ela conversou com o porteiro do prédio e pediu para entregar a encomenda a um dos encarcerados. Ao se aproximar do portão, o servidor foi rendido pela mulher e por mais três comparsas. Eles entraram no prédio e também renderam um policial, que trabalhava desarmado.

Conforme Francisco Lucas, presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Ceará (Sinpol), sete presos foram resgatados. Segundo ele, havia pelo menos 10 pessoas detidas no local. De acordo com o Sinpol, foram resgatados: Fábio Sousa da Silva, Elias Pinheiro, Francisco Rafael Augusto dos Santos, Anderson Santos da Costa, Leonardo do Nascimento Ferreira, José Nagibe de Sousa Santos e Rômulo Firmino de Sousa. Funcionários da Delegacia relataram que os criminosos fugiram num veículo Parati, de cor cinza.

Inquérito

O delegado-geral da Polícia Civil, Andrade Junior, foi ao local acompanhar os primeiros levantamentos. “Existe normativa na Delegacia Geral para não permitir a entrada de alimento. Se a norma tivesse sido cumprida, não teria ocorrido (o resgate). Se ocorreu, é porque a pessoa, de forma indevida, abriu o portão”, afirmou.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que inquérito foi instaurado para apurar o resgate. “O almoço já tinha sido entregue, não justificava abrir o portão”, completou o delegado-geral.

Sobre o policial civil desarmado, Andrade Junior esclareceu que a arma do militar foi recolhida para procedimentos técnicos, mas ele poderia ter solicitado novo equipamento. O delegado afirmou que equipes estão em diligência para recapturar os criminosos.

 Preso havia escapado antes

Foi a segunda vez, em menos de um mês, que Leonardo do Nascimento Ferreira foi resgatado.

Em 21 de setembro deste ano, ele foi retirado da Delegacia Metropolitana de Itaitinga, na Grande Fortaleza. Na invasão, inspetora foi rendida, algemada e encarcerada com outros presos. Ferreira foi preso em 5 de setembro, por roubo de casas no Ancuri.

Anderson Santos da Costa, outro detento liberado, foi preso em 12 de setembro, no bairro Barroso. Ele foi apontado pela Polícia como chefe do tráfico de drogas da região.

O Povo

Nenhum comentário: