sábado, 15 de outubro de 2016

FOI COLOCADO COMO PROFESSOR, MAS NÃO É

Jumentos apadrinhados ocupando a vaga de professores e destruindo a educação: você conhece algum? 

O caso é quase que geral em todo o Brasil, e Camocim não é uma exceção, mas, como moro em Camocim, vou trazer a reflexão para cá... Pois bem, um dos piores erros que o prefeito de uma cidade pode cometer  é contratar pessoas desqualificadas para atuarem em salas de aulas como professores, sem terem um pingo de competência e qualificação para exercer a mais nobre e importante profissão do planeta terra. A maioria destes contratados são cabos eleitorais dos políticos, que também são outros analfabetos funcionais, que não entendem de educação e nem de politica pública.

Estes, ditos professores, pasmem: não sabem, ao menos,  ler e escrever como de fato a profissão exige com excelência. São assassinos da gramatica, da literatura e, como consequência, acabam se tornando assassinos do futuro da sociedade. 

Tenho a impressão que se alguns destes supostos professores fossem submetidos a uma prova séria de aptidão, a maioria não seria aprovada.

Mas a culpa não é deles! A culpa é de quem os contratou, a prefeita e os vereadores.  E quem os contratou pensa em votos, não pensa na educação de qualidade, não pensa na educação como promissora da libertação. Pelo contrário, pensa em agradar os  cabos eleitorais para que nos períodos de campanhas eles saiam de porta em porta lhes retribuindo o favor, pedindo votos para quem lhes deu o emprego. 

O correto, conforme a lei, é que o servidor integre os quadros do funcionalismo público mediante aprovação em concurso público.  

No caso de Camocim, a prefeita, apesar de ter prometido efetivar os aprovados do último concurso, como o mundo inteiro sabe,  fez questão de anular o mesmo e ainda ingressou com vários recursos na Justiça contra os aprovados. 

O Sindicato Apeoc, que puxa esta discussão com propriedade, defende prioritariamente o concurso e uma rigorosa seleção pública para a contratação de professores, afim de evitar que "jumentos apadrinhados" ocupem a vaga de pessoas qualificadas. 

A prefeitura

A prefeita de Camocim, apesar do espetáculo midiático promovido em seu favor, quando o assunto é educação, não tem mostrado na prática muito interesse em resolver os grandes problemas que o sistema municipal encontra. Vejamos: no ano de 2012 ele se comprometeu em atender quase todas as demandas elencadas pelo Sindicato Apeoc, mas, passado praticamente seu primeiro mandato,  ela não cumpriu um terço do que prometera. Fez tudo ao contrário, inclusive fechou as portas do diálogo para o Sindicato. 

Veja a pauta de reivindicações da Apeoc AQUI

Pior

Neste ano, durante a campanha eleitoral, a prefeita fez pior: foi convidada, mas,  não compareceu a entrevista do Sindicato para não ter que assumir publicamente nenhum compromisso com a educação municipal. 

Matou

O governo da prefeita Monica matou o Conselho do Fundeb. 

O conselho do Fundeb está D E S M O R A L I Z A D O! 

Notebook 

Foi apenas uma piada contada pela prefeita aos professores

Os abonos

O gato comeu! 

Carlos Jardel

4 comentários:

Francisco Roildo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Francisco Roildo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana Magalhães disse...

Jardel gostaria de comentar sobre a educação. Porque nessa muita gente é doutor e não faz essa reflexão. Esse rapaz diz que Camocim avançou, pasme ele, que ainda é resultado de 8 anos atras. Vou dizer o motivo. Vou comparar pra você entender o que é avançar. Camocim avançou no IDEB 0.9 percentuais. Em 2 anos. Recebeu da antiga gestão em 4.6 e em 2013 ficou em 4.9. E hoje encontra-se em 5,7. Calculado anteriormente crescimento, pasme, de 0.9 apenas. Não ficando nem entre as 24 melhores escolas do ceará. Granja teve 3 escolas entre as melhores do Ceará. Grita-se que Camocim teve 3 escolas nota 10. Leia rapaz (pesquise nobre rapaz), Granja teve 10 escolas nota dez. Olha a diferença. Já viu. Vamos aos números. Sabe a nota do ideb dessas escolas é de mais 7.0. Agora vamos aos fatos: Granja chamou todos os concursados da educação. Isso mesmo TODOS. Incentivou o comércio local. Gerando renda dentro da cidade. Agora cego é o Jardel!?Se poupe. E nos poupe. O Camocinense merece respeito. Antes de comentar leia. Informe-se. E pesquise. Deixe de ser alienado.

Júnior Sousa disse...

Jardel tu deu que sei