terça-feira, 13 de setembro de 2016

VEREADORES DENUCIAN INRREGULARIDAES NO TRANSPORTE ESCOLAR DE COREAÚ

Os Vereadores de Oposição deram entrada junto a Ministério Público Federal a denúncia de que em Coreaú existe um esquema fraudulento de desvio de verbas onde se apura as possíveis irregularidades existentes no valor de R$ 3.269.527,87 (três milhões, duzentos e sessenta e nove mil e quinhentos e vinte e sete reais e oitenta e sete centavos) pagos a empresas fantasmas na gestão da Sra. Érika Frota Monte Coelho Cristino.

Segundo os Vereadores, as empresas que prestam este serviço são fantasmas e só funcionam de fachada, com endereços inexistentes. Trecho da denúncia esclarece que o serviço de transporte escolar é realizado por meio de subcontratações de terceiros, sendo estes, lideranças políticas e apadrinhadas.

Os Vereadores também constataram que o transporte de alunos era, também, realizado em desrespeito à legislação de trânsito. As investigações ainda apontaram que as empresas vencedoras da licitação não são proprietárias de nenhum dos veículos que operam no transporte escolar do município.

A fraude está até na quilometragem adulterada para poder aumentar os ganhos financeiros por seus apadrinhados, recebendo, assim, como forma de beneficiamento ilícito oculto.

Os Vereadores alertam na denúncia que já houve um acidente que levou a óbito uma criança de três anos de idade e que o veículo causador deste crime estranhamente ainda faz a mesma rota levando os mesmos alunos para o mesmo destino, mesmo tendo mudado de empresa responsável pelo serviço, e ainda, que a morte da criancinha estar impune porque o veículo é de propriedade de um vereador do município sendo que ele estar no nome do seu filho que no dia do ocorrido era também o motorista do veículo, mais na verdade é o próprio vereador que é o proprietário oculto deste veículo. 

Os laços de apadrinhamento político são escancarados, uma vez que o presidente da Comissão de Licitação da época era o Sr. Antônio Tabosa de Albuquerque, que surpreendentemente é suplente de Vereador, aliado político da Prefeita, era presidente da Comissão de Licitação e Pregoeiro do Município de Coreaú. Achando pouco ele ainda exercia um Cargo Comissionado também no Município de Coreaú e pra completar seu salário ele ainda arranjava tempo pra ser Assessor Parlamentar lotado no Gabinete do Deputado Ivo Gomes na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará onde permanece até hoje.

Caso a denúncia seja comprovada, a Prefeita ÉRIKA CRISTINO e o Sr. Antônio Tabosa de Albuquerque e demais responsáveis por este ato ilícito podem responder por improbidade administrativa e também criminalmente.

Sobral 24horas

Nenhum comentário: