segunda-feira, 26 de setembro de 2016

PF INTENSIFICA PRESENÇA EM MUNICÍPIOS CEARENSES ONDE HÁ COMPRA DE VOTOS E DENÚNCIA DA LIGAÇÃO DE CANDIDATOS COM O PCC

Por ordem do presidente do Superior Tribunal Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, a Polícia Federal vai intensificar a fiscalização nesta última semana da campanha eleitoral, em, ao menos, quatro Municípios cearenses. Caucaia, Mombaça, Lavras da Mangabeira e Sobral terão reforço da PF nos próximos dias.

Em cada uma das cidades citadas há um grande acirramento na campanha e denúncias graves de compra de votos, violência e até envolvimento de facções criminosas, como é o caso de Mombaça, na Região dos Inhamuns (a 293Km de Fortaleza) onde, conforme denúncias, um dos candidatos a prefeito estaria sendo financiado pela organização criminosa PCC  (Primeiro Comando da Capital).

Já em Sobral, na Região Norte do Estado (a 224Km da Capital), as denúncias apontam abusos e violência praticada pelos correligionários e militantes da campanha de Ivo Gomes, tendo por trás seus irmãos Cid e Ciro Gomes. Na semana passada, um jornalista sofreu agressão física e até ameaças de morte por parte de pessoas ligadas ao atual prefeito daquele Município, Veveu Arruda.

Assim como em Mombaça, a situação da campanha política em Caucaia, situada na Região Metropolitana de Fortaleza aponta indícios da participação de uma facção criminosa no financiamento de campanha. O candidato Naumi Amorim é motivo de reportagens em revistas nacionais, como a Isto É, por cometimento de crimes de morte e ligações com facções, conforme matérias publicadas recentemente.

Interferências

Em Lavras da Mangabeira (a 434Km de Fortaleza), o nível da campanha eleitoral está comprometido devido à interferência e desmandos dos Ferreiras Gomes juntamente com o governador petista Camilo Santana.

Diante da grave situação, restará à Polícia Federal intensificar a fiscalização e efetuar a prisão em flagrante de envolvidos em abusos eleitorais e crimes comuns praticados a mando de candidatos. 

Ceará News

Nenhum comentário: