terça-feira, 2 de agosto de 2016

OPINIÃO: SERVIÇOS BÁSICOS DEVEM SER REALIZADOS CONSTANTEMENTE E NÃO APENAS EM VÉSPERAS DE ELEIÇÃO

Por Mário Roberto Lima
(Extraída do Facebook)

O que se faz de bom por nossas cidades será sempre bem vindo! Porém, não esqueçamos que asfaltamento, pavimentação e até mesmo a conservação de calçamentos devem ser práticas constantes das gestões, pois pagamos altos impostos, como o IPVA, exatamente para dar conta de tais demandas. 

Como o poder público deixa o cidadão, por anos, convivendo com os insuportáveis descasos com as vias públicas, asfaltar ou pavimentar ruas ou ainda promover as conhecidas operações tapa-buracos são feitos celebrandos como se fossem grandes obras, tentando-se, inclusive aproveitar-se disso como um argumento para reforçar a imagem de grupos políticos às vésperas do período eleitoral.

Para ser mais claro: serviços básicos em uma cidade devem ser realizados constantemente, por respeito ao contribuinte. Não se trata aqui de ser contra esse ou aquele serviço, mas de pedir a eficiência e a agilidade frente às demandas de nossas cidades. Planejamento e consideração para com o cidadão contribuem muito bem para isso.

Além dos serviços indicados acima, tem tantas outras demandas, pequenas, mas ao mesmo tempo tão significativas, tais como pintar constantemente a sinalização horizontal, aparar o mato que cresce à margens das vias públicas, recolher o lixo que fica acumulado em locais costumeiros... Comparo tudo isso ao ato de uma pessoa ter que comprar algum calçado para se locomover diariamente, ou seja, é algo que não dá para adiar por muito tempo.

Aos poucos, penso que o cidadão vai percebendo e rejeitando as manobras que os políticos vão adotando para convencer o eleitorado, e uma delas é essa, a de deixar grande parte dos serviços para a proximidade das eleições. E só a resposta do cidadão mesmo poderá impor um novo ritmo à atuação dos políticos, garantindo que o que é básico e necessário seja feito com a frequência que nossas cidades merecem.

Nenhum comentário: