quarta-feira, 8 de junho de 2016

CEARÁ É 1º EM DENÚNCIA DE FRAUDE NO BOLSA FAMÍLIA LIGADA A SERVIDORES

Entre todas as suspeitas de irregularidades no programa Bolsa Família no Ceará, 97% delas estão ligadas a benefícios repassados a servidores públicos. O POVO teve acesso aos números do estado no Levantamento feito pelo Ministério Público Federal (MPF) - órgão que investiga o caso-, e divulgado no último dia 30.

O Ceará é o 5º Estado com maior número de benefícios repassados pelo Bolsa Família e o 3º em valores suspeitos, que atingem R$ 334 milhões. Desses, R$ 327 milhões são captados por 121 mil servidores públicos - o que coloca o Ceará em primeiro lugar em termos percentuais na lista de suspeitos no País e segundo em números brutos, ficando atrás apenas da Bahia. Ao todo, R$ 2,5 bilhões são investigados.

A Procuradoria-Geral da República obteve os valores por cruzamento de dados públicos. A consulta lança suspeitas sobre a renda de beneficiários e o atendimento dos critérios para receber os valores. Não foi informado a esfera à qual os servidores pertencem. A coordenadora estadual do programa Bolsa Família, Silvana Crispim, explica que “não há problemas em servidor público receber benefícios, desde que tenha renda per capita inferior a R$ 164 para este fim”.

A suspeita, segundo o MPF, origina-se na avaliação do número de membros que compõem a família do beneficiário. Como servidor público, por lei, “não pode receber valor inferior à um salário mínimo (R$ 880)”, os contemplados pelo programa com menos de quatro pessoas na família - o que elimina a possibilidade de necessidade por baixa renda per capita -foram colocados na lista

Entre outros grupos de suspeita de irregularidade na lista estão beneficiários doadores de campanhas, empresários e falecidos. A maior parte do restante do valor apontado pelo MPF pertence a doadores, somando R$ 9 milhões.

2 comentários:

PICADA SÓ disse...

O governo Federal inresponsavelmente entregou o bolsa familia , minha casa minha vida as prefeituras sem nenhuma fiscalização sequir. Exemplos DISSO minha casa minha vida aqui em Camocim.comerciantes, servidores públicos , VEREADORES todos ganharam casa , só Quem não ganhou foi quem realmente precisa. Agora lascouuuuuu . Fiscalizacao É A solução.

wellington frota disse...

O novo ministro do MDS está com planos para que o programa bolsa familia seja de responsabilidade do INSS. para que a fiscalização seja mais intensa e que somente quem tem perfil para o programa receber de fato. Os planos são para que o INSS receba o PBF ainda neste ano.