terça-feira, 14 de junho de 2016

ALUNO ESPECIAL SOFRE ESTRUPO COLETIVO DENTRO DA ESCOLA


Pai diz que vítima já sofria bullying antes da violência; colegas de 9 a 11 anos são suspeitos

A delegacia especializada no Combate à Exploração da Criança e do Adolescente de Fortaleza investiga um caso de estupro coletivo na Escola Municipal Gabriel Cavalcante, no bairro Presidente Kennedy, periferia da capital cearense. A vítima seria um aluno especial de 9 anos, que cursa o terceiro ano do ensino fundamental.

A família denunciou ao Conselho Tutelar que o menino, que estuda há três anos na escola, foi abusado sexualmente por outras crianças de 9 a 11 anos, na segunda-feira da semana passada. A investigação está sob sigilo, conforme os policiais civis, "para não atrapalhar a apuração do caso". Um exame de corpo delito já constatou o abuso.

"Meu menino toma remédio controlado e com o estupro tivemos de aumentar a dosagem. 

Antes ele já sofria bullying", disse o pai.

Fonte: R7

Nenhum comentário: