sexta-feira, 27 de maio de 2016

MÁRIO, SOBRE O CONCURSO: PREFEITA, TENHA DÓ DESTE POVO!

Maldade - Prefeita contrata 567 professores, mas não quer efetivar 62 concursados!

Reproduzimo a opinião do professor efetivo do Município de Camocim, Mario Roberto Lima, que é também membro da Comissão Municipal do Sindicado Apeoc.

"Lamentável saber de mais essa protelação da Prefeitura. 

Continuo pensando que a Prefeita aproveitaria muito mais para a própria imagem convocando os aprovados do que resistindo contra seguidas decisões judiciais em favor dos concursados (qualquer assessoria política boa e sensível às reais causas do povo concluiria assim).

Fiz um levantamento recentemente e vi que a Prefeitura tinha, em abril de 2016, um número de 567 professores contratados, enquanto que somente foram aprovados no Concurso de 2012 um número de 62 professores, sendo que um desses já faleceu. Dentre os 61 que esperam angustiadamente a convocação, 26 já trabalham como professores na rede municipal (destacando-se como profissionais experientes e competentes). É triste ver a cada dia a frustração desse povo, sem falar nas outras categorias, como vigias, merendeiras, auxiliares de serviço, agentes administrativas...

Se eu tivesse proximidade com Monica Aguiar, eu diria: Prefeita, tenha dó desse povo! Não vale a pena a Senhora prorrogar o sofrimento de gente inocente que paga um preço que não é devido e que não é justo! Reconheça o que a justiça, por seguidas vezes, já determinou".

Professor Mário Roberto Lima.

Em tempo:

- O professor Mário Roberto é uma cidadão integro, boa índole, de grande conhecimentos. É também  Assistente Social e acadêmico do Curso de Direito, bastante respeitado em Camocim e no meio católico onde  professa sua fé cristã, sendo  exemplo e referência de liderança. Ele tem a admiração de "gregos e troianos", por isso, merece ser considerado quando o assunto é opinião pública. 

Carlos Jardel

Um comentário:

René Eduardo disse...

Mario, Mario. o que é melhor pra prefeita? 500 votos ou 60?
Nao to falando mau dela, to falando mau de todos.