quinta-feira, 12 de maio de 2016

CARTA ABERTA AO POVO DE CAMOCIM SOBRE PARALISAÇÃO DAS ENFERMEIRAS CONCURSADAS


Reajuste já! 


As enfermeiras efetivas do Município de Camocim paralisaram os serviços e desenvolvem na manhã desta quinta-feira, dia 12, (Dia do Enfermeiro)  na Praça Pinto Martins, uma atividade de greve, visando sensibilizar a prefeita Monica para atender a pauta de reivindicações referente ao reajuste salarial e outras demandas.  Na ocasião o movimento grevista publicou uma carta aberta ao povo de Camocim com o seguinte teor:

"Lamentamos o transtorno que, eventualmente, a paralisação das enfermeiras concursadas do município - agendada para 12 de maio, Dia do Enfermeiro- possa trazer  a população. Por outro lado, oferecer a esses trabalhadores condições de trabalho é dever do governo municipal enquanto gestor do sistema Único de Saúde (SUS).

Nesta oportunidade nos unimos com a população em defesa de um SUS cada vez mais forte e eficiente na busca pela promoção e assistência à saúde de todos os camocinenses.

A luta das enfermeiras vem ao encontro dos anseios da população quanto a busca por qualidade do atendimento prestado pelo serviço público.

Nossa pauta de reivindicação encaminhada a prefeita Monica Aguiar solicita reposição salarial de anos de defasagem salarial, que até janeiro/2016 já chegava  28,7%. No entanto a prefeita Mostrou-se intransigente quanto as negociações, que nos motivou a iniciar a paralisação, último recurso adotado pelos trabalhadores.

Para se conseguir um atendimento adequado no SUS, não basta ao apenas ter unidades de saúde novas. É preciso integrar a estrutura física, profissionais qualificados e motivados, trabalhando para a população e isso se consegue com a valorização profissional.

Falta medicamentos, exames, consultas especializadas e tudo isso enfraquece o SUS.

Contamos com a compreensão de todos e esperamos que o justo movimento em defesa do trabalho de quem cuida da saúde dos cidadãos e cidadãs camocinenses, sensibilize a gestora municipal para as nossas reivindicações".

Serviço

As enfermeiras estarão fazendo a atividade de greve e realizando aferição da pressão arterial e realizando exames de glicemia. 

Carlos Jardel

Nenhum comentário: